30 Jun

4 dicas para economizar energia elétrica em hotéis

A eficiência energética é fundamental para qualquer setor da economia, pois pode trazer mais equilíbrio entre geração e consumo de energia elétrica e outros recursos, além de cooperar com a redução da poluição do meio ambiente e promover a integração com sistemas e tecnologias. No setor de hotelaria, não é diferente. Por isso, selecionamos 4 temas que merecem atenção sobre esse assunto.

Legenda: 4 dicas essenciais que ajudam a economizar energia elétrica no hotel.

(Alt text: recepção de hotel com sino sob o balcão )

 Setor Hoteleiro – Cenário geral

O setor hoteleiro é marcado pela sazonalidade, com períodos de alta e de baixa temporada. O consumo de energia elétrica em um hotel costuma ser o segundo custo fixo mais alto, perdendo apenas para folha de pagamento.

Boa parte desse consumo de energia está atrelado à utilização de ar-condicionado para climatização de ambientes, iluminação e o uso de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos. Por isso, selecionamos algumas dicas de eficiência energética para o setor.

Legenda: Economize energia elétrica no setor hoteleiro

( alt text: interruptor de luz sendo desligado )

1 – Opte por criar processos de trabalho mais eficazes

Legenda: Otimize os processos de trabalho em seu hotel

( alt text: fachada de hotel 4 estrelas )

Organizar um fluxo de processos é fundamental para se ter maior economia. Pois, assim, será possível estipular metas e obter controle e monitoramento dos resultados e ações cotidianas que podem estar aumentando o consumo.

Além disso, investir em treinamentos recorrentes para educação e conscientização dos funcionários também é uma iniciativa muito importante que pode auxiliar na implementação de novos processos. Por exemplo, optar em concentrar as escalas das atividades que consomem mais energia elétrica em dias e horários em que a bandeira tarifária seja menor é uma prática que estimula um fluxo melhor de trabalho.

2 – Sistema de automação e gerenciamento

Legenda: Use sensores de luz em locais estratégicos.

( alt text:sensor de luz instalado no teto )

Quem nunca passou por um ambiente onde a luz acendeu e apagou sozinha? Eles são conhecidos como sensores de presença, geralmente instalados nos corredores.

Os sistemas de sensores fazem parte das novas tecnologias de automação e gerenciamento. Sendo fundamentais para otimizar o uso da energia elétrica no ambiente e o tornar mais econômico. Porém, a automação vai muito além disso. Há, por exemplo, sistemas de automação para controle de ar-condicionado e iluminação, nos quais é possível desligar todas as utilidades das unidades enquanto elas não estiverem ocupadas, evitando o consumo desnecessário.

Além disso, mesmo durante as ocupações, é possível configurar o desligamento automático das utilidades, por meio de cartões de acesso, nos momentos em que os hóspedes deixam os quartos durante o dia.

Outras funções muito inovadoras podem agregar ainda mais na economia, como sensores de contato que desligam automaticamente o ar-condicionado se as portas ou janelas das unidades estiverem abertas ao mesmo tempo.

As áreas de administração, serviços e lazer também podem ser automatizadas, como sistemas que diminuem o consumo em períodos menos utilizados (baixa temporada ou durante a madrugada): aquecimento de piscina, climatização, lavanderia, cozinha e áreas de eventos são ótimos exemplos em que esse tipo de estratégia pode ser adotada.

3 – Geração de Energia e Utilidades

Legenda: A geração da própria energia elétrica traz ótimos benefícios.

( alt text: placas solares ) 

Sistemas para economia e reaproveitamento de água

Os sistemas de reaproveitamento de água são fundamentais no sistema hoteleiro por trazer mais economia. Uma medida simples como a captação e armazenamento da água da chuva para utilização na limpeza, vasos sanitários, torneiras de serviço, irrigação e piscinas pode fazer total diferença. A água usada na lavanderia, banheiras, chuveiros e vestiários também pode ser drenada para reaproveitamento na limpeza externa e lavagem de panos e equipamentos de limpeza. Além disso, é possível instalar redutores de fluxo nas duchas e torneiras.

A vantagem da utilização da água de reuso é a de preservar a água potável para atendimento de necessidades humanas e redução do volume de esgoto descartado, além da redução dos custos com água, luz e esgoto.

CAG (Central de água gelada)

Os sistemas de água gelada são muito utilizados em processos de resfriamento e podem ser cruciais para a redução do consumo de energia elétrica de ar-condicionado. Como exemplo, um hotel instalou um sistema de ar-condicionado central alimentado por um Chiller que resultou em uma economia de 42% na conta de luz, saindo de um consumo de 0,7Kw/h para 0,4Kw/h.

A CAG é composta por três principais componentes: unidade refrigeradora (chiller), torre de resfriamento e fancoil. Os sistemas mais comuns utilizam unidades compactadas de resfriamento, os chamados Chillers. Eles são equipamentos responsáveis por refrigerar a água em um sistema de água gelada, geralmente utilizado em refrigeração predial, comercial ou industrial.

Essa água gelada, na maioria das aplicações, circula por uma rede de evaporadores (Fancoil/Fancoletes) e possui a finalidade de resfriar o ar, produtos ou equipamentos conforme a aplicação projetada.

Implementado e operado da forma correta e fazendo manutenção preventiva qualificada e frequente, soluções que utilizam chillers de água gelada podem oferecer uma considerável redução no consumo de energia.

Aquecimento de água

O aquecimento de água também pode ser um custo alto para o segmento. Por isso, alternativas sustentáveis e econômicas são muito importantes e valem o investimento, pois a água quente é utilizada não somente em duchas e piscinas, mas também em lavanderia, cozinha e outras áreas de serviço.

Uma ótima alternativa é o aquecimento por meio da energia solar. Nesse sistema, a energia térmica absorvida pelas placas solares é transmitida para a água que circula no interior das tubulações de cobre. A água quente é então armazenada em um reservatório térmico, ficando disponível para consumo a qualquer momento. O sistema pode ser instalado nos quartos, chalés ou prédios, para que cada um tenha seu próprio aquecimento, ou pode ser instalado um sistema central que alimenta todo o empreendimento.

 Energia solar

A energia solar também é uma opção para geração de energia elétrica, podendo gerar uma economia de até 95% na conta de luz.  Além disso, por se tratar de uma solução sustentável, não emite gases ou resíduos tóxicos ao meio ambiente.

Outro ponto muito positivo é que as placas possuem a vida útil longa, que com a manutenção e acompanhamento correto dos sistemas, é capaz de manter a sua eficiência original por mais tempo, além de evitar gastos adicionais com imprevistos.

É importante frisar que tal investimento é fundamental para o planejamento estratégico do hotel que busca se manter competitivo no mercado e buscar certificações sustentáveis.

4 -Certificações de eficiência energética

Legenda: Impossível falar de economia sem mencionar eficiência energética nos hotéis.

( alt text: selo procel ) 

As certificações de eficiência energética servem para atestar e padronizar as melhores práticas sustentáveis. Por exemplo: o Selo de Construções Sustentáveis, do Programa Brasileiro de Etiquetagem, o PBE, foi desenvolvido em conjunto com o Inmetro e com a Eletrobras/PROCEL. Atualmente, existem 11 hotéis com esse selo.

Leed (Leadership, Energy and Environmental Design)

A certificação Leed surgiu como uma forma de estabelecer estratégias e padrões para a criação de edifícios sustentáveis. Para obtê-la, você precisa atingir uma pontuação mínima em categorias específicas.

Antes de entrar na parte de pontuação, é preciso identificar a tipologia de acordo com as características do empreendimento. Isso se dá necessário, pois são analisadas as estratégias sustentáveis adotadas dentro das categorias de cada tipologia.

Quais são as tipologias mais usadas no Brasil?

  • LEED BD+C: Certificação para Novas Construções e Grandes Reformas
  • LEED ID+C: Certificação para Design de Interiores
  • LEED O+M: Certificação para Operações e Manutenção
  • LEED ND: Certificação para Desenvolvimento de Bairros

Sistema de pontuação

Conforme o número de pontos forem sendo alcançados (mínimo 40 – máximo 110 pontos), o projeto pode ganhar um dos quatro níveis de classificação LEED: Certificado (Certified), Prata (Silver), Ouro (Gold), Platina (Platinum).

As categorias avaliadas para certificação LEED

  • Localização e Transporte
  • Espaço Sustentável
  • Eficiência do uso da água
  • Energia e Atmosfera
  • Materiais e Recursos
  • Qualidade do Ambiente Interno
  • Inovação
  • Prioridade Regional

Atualmente, a certificação Leed está em processo de adesão em 25 hotéis brasileiros.

ISO 50001

A certificação ISO 50001 tem como propósito a medição e monitoramento do uso de energia a fim de identificar pontos de melhoria. Além disso, ela procura incentivar as reduções das emissões de carbono.

Benefícios em adquirir a certificação ISO 50001

Uma certificação do sistema de gestão de energia eficaz ajuda sua organização a estabelecer processos para melhorar o desempenho e uso de energia, além de trazer benefícios, como:

  • Redução do consumo
  • Aumento da eficiência energética
  • Melhora contínua do consumo de energia
  • Aumenta a confiança dos seus clientes e parceiros e garante a credibilidade mundial para a consciência da energia.

Como obter a certificação?

O método de implementação baseia-se no PDCA, ou seja, Planejar, Fazer, Verificar e Agir (do inglês Plan, Do, Check, Act).

Os requisitos mínimos que a empresa terá que seguir são:

  • Desenvolver uma política para o uso mais eficiente da energia.
  • Metas e objetivos para atender a essa política.
  • Monitoramento interno para compreender com mais clareza e tomar decisões sobre o uso de energia.
  • Melhorar continuamente a gestão da energia.

Certificação 2030 Today

O Programa 2030 TODAY, auxilia a empresa a integrar a sustentabilidade na sua operação, de forma prática e direta, através de indicadores e resultados, demonstrando ao mercado seu comprometimento e impactos positivos.

Quais são os benefícios do programa?

O Programa 2030 TODAY tem como intuito prestar suporte para a implementação de ações e apoiar as empresas a:Identificar o seu atual status para operar de uma forma cada vez mais sustentável/ecológica.

  • Ter maior eficiência, ampliando os impactos positivos e tendo vantagem competitiva.
  • Organizar os indicadores e a atual estratégia de sustentabilidade da empresa.
  • Conquistar a asseguração e selo digital para se comunicar de forma mais eficiente ao mercado.
  • Ferramentas de Gestão de Indicadores e Metas/Projetos.

Confira as etapas do Programa

Ao fazer a adesão ao Programa 2030 Today, a empresa terá acesso a treinamentos on-line e suporte especializado para monitoramento dos seus indicadores e metas de sustentabilidade.

Após essa etapa, a empresa receberá uma declaração de garantia conforme o status conquistado. A plataforma permitirá o acesso a informações de seu interesse, orientações técnicas e oportunidades de negócios, conectando a fornecedores de produtos e serviços que possam melhorar sua produtividade e os indicadores da empresa.

Além disso, por meio de um aplicativo, será possível divulgar os avanços, mostrar ao mercado seu engajamento e suas ações positivas.

Logo, podemos perceber que o tema da sustentabilidade econômica e financeira andam lado a lado com o meio ambiente. Pensar num futuro consciente é pensar em economias que agreguem não só o seu negócio, mas todos em volta.

Nós, da Ecogen, oferecemos soluções customizadas na geração de energia entre outras. Visite nosso site: https://ecogenbrasil.com.br/.

Gostou deste conteúdo? Não deixe de acompanhar o nosso blog e as nossas redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn.

 

Bibliografia

  1.   https://www.masterambiental.com.br/noticias/energia/eficiencia-energetica-em-hoteis/
  2.    https://getpowersolar.com.br/blog/hotel-com-energia-solar/
  3.  https://www.hoteliernews.com.br/hotelaria-reduz-ate-30-de-custos-com-cona-de-luz-no-mercado-livre/
  4.    https://www.future-compta.com/digital-products/bee2energy/
  5.   https://www.revistahoteis.com.br/a-hora-e-vez-da-energia-solar-nos-hoteis/
  6. https://www.gazetadopovo.com.br/conteudo-publicitario/brde/a-importancia-da-eficiencia-energetica-no-setor-hoteleiro/
  7. https://aalok.com.br/blog/energia-solar-em-hoteis-e-pousadas-por-que-e-importante/
  8. https://www.portalsolar.com.br/energia-solar-gera-economia-de-50-e-95-na-conta-de-luz?q=/blog-solar/energia-solar/energia-solar-gera-economia-de-50-e-95-na-conta-de-luz.html&
  9. https://blog.intelbras.com.br/vale-a-pena-para-hoteis-e-pousadas-investir-em-energia-solar/#:~:text=Vantagens%20de%20investir%20em%20energia%20solar%20no%20setor%20hoteleiro&text=O%20estabelecimento%20ter%C3%A1%20maior%20estabilidade,e%20vai%20ganhar%20em%20competitividade.
  10. https://www.campograndenews.com.br/meio-ambiente/em-tempos-de-falta-de-agua-hotel-economiza-com-uso-de-chuva-e-sol
  11. https://www.portalsolar.com.br/energia-solar-gera-economia-de-50-e-95-na-conta-de-luz?q=/blog-solar/energia-solar/energia-solar-gera-economia-de-50-e-95-na-conta-de-luz.html&

 

Posts recentes


Newsletter

Leave your email
and stay tuned

By subscribing to the newsletter, I declare that I have read and agree with Ecogen's Privacy Policy